h1

Sad but true…

domingo, setembro 27, 2009

Nada de pânico! Voltamos em breve, na banca ou quitanda mais próxima da sua casa.

-Karlos

Anúncios
h1

Se eu fosse Deus, teria vergonha…

domingo, setembro 13, 2009

Eu não tenho nada contra os evangélicos, nem qualquer outro desse blog. Ninguém atacou Deus ou qualquer um de seus seguidores e sim uma cena engraçada, como qualquer outra que pode ser encontrada na Internet. Fiz esse post pra registar minha decepção com o resultado do vídeo do Murilo, incompreendido por todos, inclusive aqueles que atacaram a religião demonstrada na sátira.

Que Deus(seja ele como for) tenha piedade de vocês, fanáticos. Eu, mesmo sendo crítico, tenho mais chances de garantir meu lugar próximo dele que vocês.

Observação: a todos os foda-machos-lekperanha de Deus que juraram a minha morte e a dos meus familiares no Youtube, já adianto: eu tenho a proteção do Espaguete Voador. Se forem  matar meu pai, mãe, chachorro como disseram, venham preparados para enfrentar os “needle punches“.

-Karlos

h1

Colinas News: pastor gamer presta homenagem

domingo, setembro 6, 2009

É isso ae galere. Pastores evangélicos também jogam videogame. A prova disso é o video abaixo:

Essa é a prova definitiva de que Deus existe. (ou não)
Poucos conseguem aplicar um Double Lariat e ainda viver para contar.

Edit: surgiu uma nova variante do vídeo.

Fonte: Deus.

O vídeo original pode ser conferido aqui.

Novo edit: parece que os pastores resolveram prestar homenagens em massa ao clássico dos jogo de luta. Segue o vídeo:

Na verdade isso tudo é resultado de muito ócio… esses pastores…

– Murilo

h1

Reprodução humana no espaço… D:

sexta-feira, setembro 4, 2009

Notícia fisgada direto de uma das maiores fontes de informação útil(e inútil) do mundo: Slashdot. Segue a notícia, péssimamente traduzida por mim:

Reprodução humana no espaço pode ter complicações:

“Estudos sobre a reprodução no espaço estiveram sendo conduzidos com ouriços-do-mar, peixes, anfíbios e aves. Porém, recentemente, Brandom Keim escreveu na Wired que biólogos japoneses descobriram que embora a fertilização mamífera seja possível no espaço, experimentos com embriões de rato em um ambiente com microgravidade podem sofrer algumas complicações, como problemas na divisão celular e maturação. Os pesquisadores fertilizaram artificilamente óvulos de rato com esperma armazenado em um clinostato tridimensional(uma máquina que simula a falta de gravidade girando objetos de tal forma que os efeitos da gravidade são espalhados para todos as direções). Alguns embriões foram implantados em ratas e conseguiram se desenvolver sem complicações, mas em uma taxa muito menor que embriões desenvolvidos em gravidade regular. Parte da diferença pode ser resultado da realização de procedimentos complicados em células sensíveis, mas os pequisadores supeitam que isso também possa refletir o efeito de um ambiente com baixa gravidade em processos celulares relacionados com a física terrestre. “Esses resultados sugerem que a fertilização pode ocorrer normalmente em ambientes com baixa gravidade, mas o desenvolvimento do embrião pode sofrer complicações. A manutenção da vida fora da terra, seja em estações espaciais ou em outro planeta precisará da compreensão total de como o ambiente espacial afeta as fases da reprodução mamífera.”, conclui a reportagem.”

A notícia em inglês pode ser conferida aqui.

É isso, queridos amigos aspirantes à cosmonautas, estamos fadados ao fracasso reprodutivo fora do nosso planeta. A não ser que…

-Karlos

h1

Dark Side prevails… again!

sexta-feira, setembro 4, 2009

– Karlos

h1

Japão desenvolvendo usina elétrica espacial

quinta-feira, setembro 3, 2009

É isso aí mesmo, galere. Os doidões do oriente já iniciaram o desenvolvimento de uma usina para transmissão de energia elétrica espacial.

Em 1968 foi introduzido à nossa sociedade os primeiros conceitos sobre a energia solar. Mas apenas recentemente pesquisas foram feitas sobre o assunto. Vocês provavelmente já viram várias casinhas por aí com placas que captam energia solar e as convertem para energia elétrica, né? Pois então.
O Japão resolveu dar uma de joselito e investir 2 trilhões de yens (aproximadamente 21 bilhões de dólares) em uma usina ‘satélite’ que residirá no espaço sideral.
O projeto consiste em um gerador de 1 gigawatt, energia suficiente para 294.000 residências. As companhias Mistubishi Eletric Corp e IHI Corp. estão unidas nesse projeto, onde o conceito é captar energia solar e as transmitir já convertidas para energia elétrica via ondas, sem a utilização de cabos.
Eles esperam que o projeto esteja concluído em apenas 4 anos.

Fonte.

– Murilo

h1

Holograma tocável? Colinas!

sexta-feira, agosto 14, 2009

É mole?
Matéria que li e achei interessante seu funcionamento.
Segue:

SÃO PAULO – Cientistas japoneses criaram uma maneira das imagens holográficas serem sentidas na palma da mão.

Os pesquisadores da terra do Sol nascente uniram a tecnologia do Nintendo Wii a um sistema de ultrassom que imita a sensação de toque real para imagens que flutuam no ar.

O projeto foi apresentando na 36ª Siggraph, conferência internacional de computação gráfica e técnicas interativas, em Nova Orleans, Estados Unidos. Ele é liderado por Hiroyuki Shinoda, da Universidade de Tóquio.

Criar a sensação de gotas de chuva holográfica caindo na palma da mão começa com um display chamado “Holo”, que utiliza espelhos côncavos para projetar objetos que parecem flutuar a 30 cm da superfície. Já a sensação de toque em si vem do Airborne Ultrasound Tactile Display, que emite um ultrassom chamado pressão de radiação acústica. Quando o fluxo do ultrassom é interrompido, por exemplo, por uma mão abaixo da imagem, o display cria um campo de pressão sobre o objeto que causou a interferência.

Já a manipulação dos hologramas é feita graças ao Wiimote, da Nintendo. Com sua câmera infravermelha, ele localiza a posição exata da mão do usuário, em um sistema de mapeamento em 3D. Isso só é possível porque um marcador fica preso no dedo médio de quem quer brincar de empurrar as imagem para cima e para baixo.

A versão apresentada na Siggraph possui 324 transdutores de ultrassom, operando na freqüência de ressonância de 40kHz. O protótipo produz vibração de 1 kHz.

Fonte: INFO Online.

Resta saber para qual finalidade isso será usado.
Os japas sangue-no-zóio já utilizaram um wiimote, alguém tem alguma noção do que o próximo console da nintendo pode estar envolvido?

Enfim, uma música pra entrar no clima com uma letra totalmente adequada:

Fodeu!

Murilo